Cem anos de desenvolvimento e solidão na América Latina

Herbert Toledo Martins, Dhanyane Alves Castro

Resumo


O presente trabalho é um exercício de interpretação de algumas dimensões da América Latina, a partir do romance Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez. Parte-se da hermenêutica proposta por Paul Ricouer para a interpretação/ressignificação do mundo do romance. Dessa maneira, pretendemos recontextualizar a referida obra e, por seu intermédio, analisar os impactos e as transformações que o desenvolvimento econômico provoca sobre uma comunidade imaginária e, desse modo, interpretar a América Latina.


Palavras-chave


Desenvolvimento; Hermenêutica; Literatura; Gabriel Garcia Márquez;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.