Ulrich Beck e o paradigma sociológico do risco

Eduardo Nunes Jacondino, Daniel da Rosa Eslabão

Resumo


Este artigo desenvolve análises teórico-conceituais acerca do paradigma sociológico do risco, tal qual nos é apresentado pelo eminente sociólogo germânico, contemporâneo e falecido em 2015, Ulrich Beck. Por meio do mesmo buscamos estabelecer algumas distinções conceituais, relacionada à abordagem economicista predominante nas Ciências Sociais, no que tange ao olhar sobre as sociedades; bem como estabelecer um diálogo com teóricos que também convergem sobre este tema. Desejamos, por fim, contribuir para a compreensão da proposição paradigmática da sociedade de risco, que converge para debates profícuos face aos horizontes da reflexividade contemporânea e do diálogo ciência-sociedade, tão imprescindíveis diante do novo momento histórico.

Palavras-chave


Reflexividade; Globalização; Modernidade; Risco;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4718
ISSN: 1414-0144

Licença Creative Commons
Revista Estudos de Sociologia by Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.