Romance argentino e romance latino-americano: o caso Cortázar

Pedro Dolabela Chagas, Daniela Silva Pires

Resumo


Análise do impacto provocado pelo lançamento de O jogo da amarelinha na cena literária hispano-americana, a partir da sua diferença em relação à história anterior do romance no continente. Proposta de explicação daquela diferença a partir das especificidades da constituição do modernismo argentino, argumentando-se que a grande diversidade da sua produção narrativa entre as décadas de 1920 e 1940 serviu como condição de possibilidade para a emergência posterior de um autor como Cortázar, distanciado, como ele era, das expectativas e modelos estéticos predominantes no romance em língua espanhola do restante da América Latina. Com isso, ensaia-se uma narrativa “evolutiva” do romance na Argentina, com o intuito de explicar como as especificidades da formação inicial do seu campo literário modernista tiveram consequências de longo prazo, que se fariam notar para o olhar estrangeiro, porém, apenas na década de 1960.

Palavras-chave


História literária; Romance latino-americano; Literatura argentina; Julio Cortázar;

Texto completo:

PDF


Indexada por: /Indexed by: 

Web of Science (Thomson Reuters)
Emerging Sources Citation Index (Thomson Reuters)
LLBA – Linguistic and Language Behavior Abstracts (Ulrichsweb: https://ulrichsweb.serialssolutions.com)
MLA – International Bibliography (Modern Language Associantion/ EBSCOhost, ProQuest)
OCLC – WorldCat - Clase and Periodica
Academic Search Alumni Edition (EBSCOhost)
Academic Seach Elite (EBSCOhost)
Fuente Academica Plus (EBSCOhost)
Dietrich’s Index Philosophicus (De Gruyter Saur)
IBZ – Internationale Bibliographie der Geistes und Sozialwissenschaftlichen Zeitschriftenliterature (De Gruyter Saur)
Internationale Bibliographie der Rezensionen Geistes und Sozialwissenschaftlicher Literatur (De Gruyter Saur)
GeoDados

ISSN: 0103-815x

Licença Creative Commons
ITINERÁRIOS - Revista de Literatura is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.