Quando adivinhar é ser: o intercâmbio eu-outro-outro-eu na escrita de Clarice Lispector

Marília Gabriela Malavolta

Resumo


A literatura reconhecidamente intimista e introspectiva praticada por Clarice Lispector, cujos narradores e personagens põem-se a perscrutar ermos e meandros alheios e próprios, faz da Identidade um de seus temas constantes e centrais. Recompondo-a sobretudo através de trechos de crônicas (um deles inédito) e de entrevistas, o objetivo deste artigo é apontar para o modo como esta temática é também conduto de questões caras à obra de Clarice, como o processo de criação e os embates com a linguagem, frequentemente aludidos por seus narradores, personagens e pela própria ficcionista por meio de um estilo marcado, por exemplo, por hesitações, repetições, interrogações.


Palavras-chave


Lispector; Processo criativo; Narração; Linguagem; Identidades;

Texto completo:

PDF


Indexada por: /Indexed by: 

Web of Science (Thomson Reuters)
Emerging Sources Citation Index (Thomson Reuters)
LLBA – Linguistic and Language Behavior Abstracts (Ulrichsweb: https://ulrichsweb.serialssolutions.com)
MLA – International Bibliography (Modern Language Associantion/ EBSCOhost, ProQuest)
OCLC – WorldCat - Clase and Periodica
Academic Search Alumni Edition (EBSCOhost)
Academic Seach Elite (EBSCOhost)
Fuente Academica Plus (EBSCOhost)
Dietrich’s Index Philosophicus (De Gruyter Saur)
IBZ – Internationale Bibliographie der Geistes und Sozialwissenschaftlichen Zeitschriftenliterature (De Gruyter Saur)
Internationale Bibliographie der Rezensionen Geistes und Sozialwissenschaftlicher Literatur (De Gruyter Saur)
GeoDados

ISSN: 0103-815x

Licença Creative Commons
ITINERÁRIOS - Revista de Literatura is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported License.