A intolerável tolerância da era moderna

Mônica G. T. do Amaral

Resumo


As teses de Foucatdt sobre a constituição do dispositivo da sexualidade encontram- se referenciadas em uma dupla crítica — histórica e metodológica — à hipótese repressiva da sexualidade. Trata-se de uma concepção positiva de poder que pretende dissociar dominação e repressão. A partir das idéias de Foucault sobre sexualidade e poder, o artigo procura estabelecer um contraponto entre suas concepções easde diferentes autores do campo marxista, como Marcuse e Adorno (identificados com a Escola de Frankfurt) e Pier Paolo Pasotini. Argumentase que as contribuições destes últimos parecem se inscrever em um registro que difere das teses foucaultianas acerca da produtividade do poder e, ao mesmo tempo, supera os limites impostos pela hipótese repressiva.

Palavras-chave


Dispositivo da sexualidade; hipótese repressiva; ciência e ideologia; verdade e poder; falsa tolerância; narcisismo; subjetividade moderna

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459