A sociologia e o meio ambiente: um caminho tortuoso rumo à ecologia humana

Frederick H. Buttel

Resumo


O trabalho supõe a importância de considerar o substrato ecológico e material da existência humana. O antropocentrismo sociológico aparecia como limitação a esse entendimento. Há uma dualidade inerente na existência humana: o ser humano visto como um fio na trama da vida da grande biosfera e, também, como criador de "ambientes" singulares e socialmente distintos. É uma dualidade que obriga a análise da relação ambivalente entre a sociologia e a biologia. Abriga também uma preocupação com a sociologia ambiental.

Palavras-chave


"Sociologia do meio ambiente"; ecologia; biologia; paradigmas

Texto completo:

PDF