A política externa dos Estados Unidos e a trajetória do desenvolvimento cubano

Luis Fernando Ayerbe

Resumo


O artigo analisa as características do desenvolvimento da economia cubana após a revolução de 1959, destacando os seguintes aspectos: a) o nível de interferência representado pela política externa dos Estados Unidos; b) de que maneira a opção pelo modelo econômico e político adotado por Cuba possibilitou o desencadeamento da crise atual e afetou a capacidade de enfrentá-la; c) que perspectivas se abrem para as relações com os Estados Unidos após o fim da Guerra Fria.

Palavras-chave


Imperialismo e dependência; relações Cuba-Estados Unidos; relações Cuba-União Soviética

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459