A relação entre teoria e praxis segundo adorno

Renato Franco

Resumo


Neste ensaio, pretende-se analisar a concepção de Adorno acerca da relação entre teoria e prática com o intuito de explicitar o significado da autonomia da teoria e do intelectual, por ele postulada. Será demonstrado que tal formulação está voltada contra o ativismo dos movimentos estudantis europeus dos anos 60, contra a noção de engajamento e as diretrizes gerais da política cultural comunista, além de se opor à teoria do realismo crítico formulada por Lukács. A autonomia da teoria, como se verá, está ligada à defesa da autonomia estética e as relações existentes entre sujeito-objeto na atividade cognitiva.

Palavras-chave


Escola de Frankfurt; engajamento e autonomia; filosofia contemporânea; teoria crítica

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459