Ação afirmativa: percepção da “Casa Grande” e da “Senzala”

Valter Roberto Silvério

Resumo


O final da década de 1970 marca a entrada em cena de vários movimentos sociais, novos e tradicionais, dentre os quais o movimento negro que reintroduz a problemática racial como uma questão social relevante. Primeiro, o movimento negro denunciou a existência e persistência de práticas discriminatórias e racistas e, posteriormente, passou a exigir medidas concretas dos poderes públicos para coibi-las. Tais denúncias e exigências fazem parte de um contexto mais amplo de lutas que exigiam uma mudança no tratamento da questão social por parte do Estado brasileiro. Este processo dinâmico tem permitido visualizar uma disputa entre um projeto político que continua a apostar na tradição autoritária e outro que aponta para a necessidade de atualização democrática na tomada de decisão dos rumos do país.

Palavras-chave


Movimento negro; Ação afirmativa; criminalização do racismo; políticas anti-discriminação

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-0241
ISSN: 0101-3459