O trabalho rural migrante no agronegócio citrícola e canavieiro: um olhar a partir da região administrativa central do Estado de São Paulo

Giovana Gonçalves Pereira, Rosemeire Salata

Resumo


O presente artigo tem como objetivo central discutir as dinâmicas recentes do trabalho rural migrante vinculado aos complexos citrícola e canavieiro. O universo empírico de nossa análise são municípios da Região Administrativa Central do Estado de São Paulo, tendo em vista que os espaços rurais e urbanos desta região têm sua dinâmica social, econômica e populacional intimamente vinculada aos processos migratórios e às cadeias produtivas do assim chamado agronegócio. Sinalizamos para a coexistência, na região, de diferentes fluxos e modalidades migratórias, bem como para uma configuração espacial semelhante nos municípios pesquisados, através da formação de “periferias migrantes”. Apontamos também para uma sensível formalização, na última década, dos vínculos no mercado de trabalho citrícola e canavieiro, analisando este cenário também a partir da ótica dos trabalhadores e trabalhadoras migrantes, e dos significados atribuídos por eles a este processo.

Palavras-chave


Trabalhadores Rurais Migrantes; Migração Interna; Região Administrativa Central;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1984-1736