Nina Rodrigues, Gilberto Freyre e Florestan Fernandes: três perspectivas distintas sobre a miscigenação

Vanessa Florêncio de Oliveira

Resumo


O trabalho pretende comparar as análises feitas por Nina Rodrigues, Gilberto Freyre e Florestan Fernandes sobre as questões relativas à população negra no Brasil. Desse modo, Nina Rodrigues situado no contexto da abolição encontrava na miscigenação entre negros e brancos um problema que atrasava o caminho rumo a uma sociedade civilizada, diferente de Gilberto Freyre que encontrava na miscigenação a particularidade que caracteriza o povo brasileiro. Florestan Fernandes por outro lado, sob outras perspectivas presentes na década de 1950, entendia que os obstáculos pelos quais passavam as populações negras eram de ordem social. Nesse sentido, o trabalho procurar apreender as principais concepções desses intelectuais preocupados com os resultados da miscigenação efetiva da sociedade brasileira após a abolição.

Palavras-chave


Miscigenação; Populações negras; Nina Rodrigues; Gilberto Freyre; Florestan Fernandes;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2358-4238
ISSN: 2238-359X