Uma releitura mítica em A Terceira Margem do Rio

Amanda Dal'Zotto Parizote

Resumo


Este ensaio faz uma análise do conto “A terceira margem do rio”, de Guimarães Rosa (2001), apontando os elementos míticos presentes na narrativa e que garantem o caráter de universalidade a um texto inicialmente regionalista. Durante a análise, são recuperados os mitos de Caronte, Noé, bem como a simbologia assumida pela água e pelo barco, elementos cruciais no conto.

Palavras-chave


Guimarães Rosa; Regionalidade; Mitos.

Texto completo:

PDF




 

 

Rev. Sem Aspas, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN  2358-4238, p-ISSN: 2238-359X

DOI Prefix: 10.29373/semaspas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.