Giddens e Bauman: as configurações institucionais na contemporaneidade

Wallace Cabral Ribeiro

Resumo


O estudo em tela tem por objetivo apresentar uma breve discussão acerca das interpretações sociológicas de Anthony Giddens e Zygmunt Bauman (1925-2017) no que tange à modernidade. Os autores divergem a respeito das consequências da modernidade nas interações humanas. Para Giddens, a “modernidade avançada” trouxe autonomia para os indivíduos; para Bauman, a “modernidade líquida” trouxe individualismo e esfriamento nas relações interpessoais. O presente texto discorrerá sobre alguns elementos teóricos e metodológicos mobilizados por cada autor para caracterizar as configurações institucionais na contemporaneidade.

Palavras-chave


Bauman; Modernidade; Modernidade avançada; Modernidade liquida;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 2358-4238
ISSN: 2238-359X