O poder em Bourdieu e Foucault: considerações sobre o poder simbólico e o poder disciplinar

Tiago Barros Rosa

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar algumas das concepções acerca do poder presentes no pensamento de dois clássicos contemporâneos das Ciências Sociais: Pierre Bourdieu (1930-2002) e Michel Foucault (1926-1984). Mais especificamente, analisaremos os fundamentos das noções de poder simbólico e de poder disciplinar, desenvolvidos, respectivamente, em suas obras. A despeito das diferenças teóricas e metodológicas existentes entre os citados autores, intentamos aproximar as distintas noções de poder em seus projetos científicos e contrapô-las à corrente dominante atualmente, cujos pressupostos fundamentais alicerçam-se na teoria weberiana. A ideia de imposição da vontade, tal qual exposta na clássica formulação de poder por Weber, traz em si mesma, indelevelmente, a consciência, o cálculo e a intencionalidade por parte dos atores sociais. Em Foucault e Bourdieu, os indivíduos – sujeitos e agentes sociais - são condicionados e constrangidos por relações e forças exteriores, as quais, muitas vezes, sequer são conscientemente percebidas.

Palavras-chave


Sociologia contemporânea. Relações de poder. Poder simbólico. Poder disciplinar.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. 6.ed. São Paulo: Perspectiva, 2007.

BOURDIEU, P. A distinção: crítica social do julgamento. Porto Alegre: Zouk, 2006.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. 2.ed. Rio de janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J.-C. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 39.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

PERISSINOTTO, R. História, sociologia e análise do poder. Revista História Unisinos, Rio Grande do Sul, v. 11, n. 3, p.313-320, 2007.

WACQUANT, L. Poder simbólico e fabricação de grupos: como Bourdieu reformula a questão das classes. Novos Estudos-CEBRAP, São Paulo, n. 96, p. 87-103, 2013.

WEBER, M. Economia y sociedad. México: Fondo de Cultura Económica, 1984.




DOI: https://doi.org/10.29373/semaspas.v19n1.2017.9933



 

 

Rev. Sem Aspas, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN  2358-4238, p-ISSN: 2238-359X

DOI Prefix: 10.29373/semaspas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.