Explorando potenciais fatores correlacionados com o nível das práticas de contabilidade ambiental no setor público: um levantamento em municípios catarinenses

Paulo Sérgio Almeida-Santos, Sabrina Furlani

Resumo


Esta pesquisa quantitativa por meio de levantamento documental e descritivo tem como propósito identificar os fatores que podem estar correlacionados com o nível de desenvolvimento das práticas de contabilidade ambiental entre os municípios da Região Norte do Estado de Santa Catarina. Oito fatores são levantados (i) nível de gestão ambiental, (ii) número de habitantes, (iii) PIB, (iv) número de domicílios, (v) IDH, (vi) gastos totais, (vii) receitas totais, e (viii) endividamento. O nível de desenvolvimento das práticas de contabilidade ambiental e o nível de gestão ambiental são encontrados por meio de um levantamento; as demais variáveis são obtidas por meio de documentos. Os resultados do levantamento – mostram que as práticas de contabilidade ambiental entre os municípios ainda são incipientes. A correlação de Spearman mostra que as práticas de contabilidade ambiental estão correlacionadas mais fortemente e positivamente com o nível de gestão ambiental, embora, também estejam correlacionadas com outros fatores.

Palavras-chave


Setor público; Contabilidade ambiental; Gestão ambiental; Informações socioambientais; Teoria das externalidades;

Texto completo:

PDF


E-ISSN: 1982-4637